top of page

Parashat Mikêts


- Bereshit 41.1 - 44.17

Mikêts - No fim. A parashat inicia com os sonhos do faraó, então Yossef foi lembrado pelo copeiro e chamado para interpretar os sonhos. Após tomar conhecimento dos tempos de abundância e fome que viriam, o faraó nomeia Yossef governador, e lhe dá uma esposa. Yossef recolhe cereal nos sete anos de fartura, e chega o tempo da fome, também em Éretz. Yacov envia dez filhos para comprar alimento no Egito, e Yossef reconhece seus irmãos, que se prostram diante dele. Yossef faz diversos testes com seus irmãos e também exige a presença de Benyamim. Termina com Yossef dizendo que Benyamim ficaria ali na segunda viagem deles, pois seu copo de prata foi encontrado na bolsa dele.

A vida de Yossef é em meio a sonhos. Desta vez o Eterno faz com que o faraó sonhe, e nenhum de seus sábios consegue interpretar esses sonhos. Aí o copeiro se lembra de Yossef. É incrível como HaShem faz com que toda uma trama aconteça para que seus desígnios se cumpram no momento certo. Yossef honra ao Eterno, quando o faraó fala que ele interpreta sonhos: "Longe de mim. D-us há de dar uma resposta por meu intermédio para a paz do faraó. " Gn 41.16 Yossef entende que tudo que recebe vem do Eterno e a Ele é toda a glória. Algo fundamental no exercício dos dons espirituais. Tudo vem dEle e é para Sua honra e para a edificação do Seu Reino. Quando alguém toma a glória que não lhe pertence advêm muitos problemas. Lembremos por exemplo de Herodes, que aceitou glória que não era sua, e foi comido de vermes instantaneamente. At 12.23. Ou mesmo um Simão que queria comprar o poder do Ruach HaKodesh. At 8. 19-21. Ou alguém que se ensoberbece ao receber um elogio ou uma posição de liderança, ao usar dons que vêm todos da parte do Eterno. Yossef não se intimidou em dizer claramente ao homem mais importante do Egito que nada é dele. Enquanto soubermos nosso lugar de pó e cinza, como bem disse Avraham, o Eterno pode nos usar com seus dons.

Ao interpretar os dois sonhos, que foram em dois pois o Eterno se apressava em fazê-los cumprir, Yossef recebeu uma grande responsabilidade e uma grande honra. Sua posição mudou drasticamente, saiu da prisão para o governo do Egito, abaixo apenas do faraó. E assim como em tudo o que fazia, cumpriu seu dever eficientemente.

Casado Yossef, teve seu filho primogênito: Menashê - pois me fez esquecer D-us todas as minhas penas e toda a casa de meu pai. Esquecer. O copeiro havia se esquecido dele, mas o Eterno não o esqueceu. Agora o nome do filho mais velho é esquecer das dificuldades enfrentadas ao longo do caminho e também da casa do pai. Nasceu depois Efraim, pois me fez frutificar D-us na terra da minha aflição. No lugar onde tanto sofrera, ali estava Yossef dando frutos. Yossef não ignorava simplesmente toda a dor pela qual havia passado, mas ia encontrando a cura na medida em que via o agir do Eterno em sua vida.

E finalmente, no cenário desfavorável da fome pela terra, há uma movimentação em Éretz. Yacov e seus filhos discutem a possibilidade de buscar alimento no Egito - a trama vai se fechando. E no Egito, terra da aflição de Yossef, este vê o seu sonho se cumprindo: seus irmãos humildemente se prostrando diante dele. Yossef ainda precisa se certificar do caráter de seus irmãos, por isso tantos testes feitos com eles. Mas vai percebendo que algo aconteceu com eles.

Na impossibilidade humana HaShem age poderosamente, realizando maravilhas. Aconteceu. O sonho se cumpriu.

Por Letícia Bencke Junge

コメント


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page